assinar: Posts | Podcast

(Totalmente Perdidos na) Loserlândia 180

1 comentários
(Totalmente Perdidos na) Loserlândia 180

Novo formato de programa na Loserlândia. Diogo Sales e Roberto Feliciano fazendo o que sempre fazem naquele momento pré-gravação: jogam conversa fora como se não houvesse amanhã. Mas dessa vez eles resolveram dividir o papo com vocês.

Em primeiro lugar, nos desculpe por isso.

Mas já que está aqui, venha ouvir nossas viagens sobre tatuagens que ganham novo sentido, a importância do tal do “storytelling” e como isso levou a conversa a virar um debate sobre arte e as formas de apresentá-la no teatro, na música, no cinema. Passamos também pela nossa busca diária pelo sentido da vida.

Ah, enfim…falamos merda pra caramba também. O que adoramos! Então vem com a gente, galera!

*    *    *    *    *

Conhece a nossa página no Facebook?

Já nos segue no Twitter?

Para baixar: clique em clicarcom o botão direito do mouse e selecione Salvar Link Como

Para assinar no iTunes, clique no botão Agregue a Loserlândia, no lado direito da página.

  • Lembro de quando vi esse vídeo do povo ganhar um bichinho para batizá-los com o nome da tattoo e achei muuuito legal. A única coisa que fiquei, e na verdade sempre fico curiosa, é se teve alguém que não aceitou, ou não gostou/se sentiu ofendido, pq o lado ‘ruim’ desses vídeos é que eles são feitos para emocionar, então só tem coisas boas e fofas, nunca mostra o “lado ruim”. Afinal, dependendo de como fosse o término do namoro ou se ainda estivesse muito recente, eu mesma não aceitaria ter um bichinho com o nome de um ex, pq isso só me faria lembrar dele toda vez e ainda por cima DUAS vezes, pq teria o bichano AND a tattoo. Eu me sinto previlegiada de ter meu ex como amigo, sempre conversamos, as vezes saímos pra beber algo e falar da vida… Virou um grande amigo, mas seria estranho ter um gato (meu sonho é ter gatos) chamado Wyllys… Nesse caso eu iria querer ganhar o carro Aero Willys, acho que seria melhor de assimilar, já que gosto bastante de carros tbm…
    Nunca nem me passou pela cabeça fazer tattoo com nome de namorado, mas brincando com o meu esses dias (pq ele tbm acha esse ato uma tremenda idiotice) eu disse que iria tatuar o nome dele no meu braço, e se por acaso um dia a gente terminar era só eu acrescentar um A no final do nome dele (Gabriel) que eu seria uma besta por ter tatuado o meu próprio no (Gabriela) no braço, e não por ter tatuado nome de ex….
    Enfim… Coisas pra rir e refletir. Adorei o bate papo de voces!