assinar: Posts | Podcast

Loserlândia 95: Discos de Cabeceira

14 comentários
Loserlândia 95: Discos de Cabeceira

Nosso episódio de hoje é musical. A Loserlândia vai revirar baús e estantes para revelar nossos Discos de Cabeceira.

Por isso, Diogo Sales e Roberto Feliciano cedem o 3 em 1 para que os convidados Fábio Acciaris e Thiérri Parmigiani nos mostrem também as suas escolhas de vida.

Gosta de jazz? Esse episódio é pra você. Tua preferência é metal? Vem balançar a cabeça com a gente, amigão. Curte uma pegada mais pop? Encoste o sofá na parede e saia dançando. Mantendo nossa tradição democrática, aqui tem espaço pra tudo, pequeno loser. A única regra é: se a música é boa, fica pra sempre.

E não se esqueça de deixar a lista com seus discos de cabeceira nos comentários.

*    *    *    *    *

O pequeno Roberto e um de seus discos favoritos ao fundo.

Roberto_Armstrong

*    *    *    *    *

Conhece a nossa página no Facebook?

Já nos segue no Twitter?

Atenção: para baixar, clique com o botão direito do mouse em Download e selecione Salvar Link Como

Para assinar no iTunes, clique no botão Agregue a Loserlândia, no lado direito da página.

  • Faaaaaaaala Losers!…

    Um disco clássico que me marcou muito foi o Made in Japan do Deep Purple, era do meu pai e ele me deu no meio da adolescência. Algumas bandas que também me marcaram foi Queen, B. B. King e Eric Clepton, que ouvia antes de saber o que era o que!…

    Sobre Stevie Wonder, aposto que ele não vê graça nessas piadas feitas com ele!…

    E uma banda que descobri há alguns anos, através de um amigo, foi Alter Bridge e ouço todos os dias!…

    Um forte abraço e muito sucesso!…^^

  • Eduardo Ritalino

    EU FICO QUASE 1 MES SEM MANDAR E-MAILS E QUANDO FINALMEMTE VOLTO VCS N LEEM MEU E-MAILS, assim n da, ninguém me ama, ninguém me quer, sou apemas um ouvinte andrense sem dinheiro no Patrioun e vindo do ABC.
    (Vou enviar outro e-mail falando desse episodio de discos mas caso envie meu e-mail muito tarde vou ser lido pelo menos na leitura de comentarios).

    PS: Verena linda todo mundo te ama

    #PAZ

  • Matheus Freitas

    Olá Losers estou de volta aos comentários para falar de alguns CDS que me agradam.
    O primeiro não é um CD mas sim uma fita VHS que eu Assisti tantas vezes quanto possível Era Uma Vez Ao Vivo Sandy e Junior que eu recuperei recentemente e continuei adorando. Me marcou por que na época a TV aqui de casa só pegava um canal então era a única opção que tinha para assistir.
    O Segundo é Title da Meghan Trainor que quando eu conheci ouvia todos os dias e o Roberto deve conhecer
    O terceiro é Eyes Wide Open de uma menina chamada Sabrina Carpenter com uma vibe Indie e acústica que me deixou encantado recomendo o Single The Middle of Starting Over que é minha música favorita do Álbum.
    Seguindo o exemplo do Davi quero declarar que uma das minhas vozes favoritas da podosfera é a de Mayara de Oliveira com todo respeito
    Apesar de que a participante que mais me fez rir foi Patrícia Marques no episódio Eu Bebo Sim e Analisando o Axé, meu favorito da Loserlandia.

    • Thiérri Parmigiani

      #MayaraMusaDaPodosfera

      • Mayara de Oliveira

        Musa só existe uma, e esse título é da Verena!

        • Thiérri Parmigiani

          Tem duas pessoas aqui que discordam!

      • a fã de weezer

        Mayara é uma flor, tanto que não sei como foi se envolve com um Marveco da vida ….

        Mesmo assim vou na Verena .

  • a fã de weezer

    Ikon – destroyng the world to save it 2005
    Ikon – this quiet earth 1998
    The gathering – souvenirs 2003
    U2 – songs of innocence 2014
    The Velvet Underground and Nico 1967

    • Eduardo Ritalino

      não seria DESTROYING the world to save it?

      • a fã de weezer

        Opa valeu 😀

    • Diogo Thimoteo

      e cade o Weezer? Fiquei confuso

  • Diogo Thimoteo

    Gostei muito do programa! Gosto da maioria do que foi dito (menos ramones, muito simples para meus ouvidos)… Tenho que ressaltar um disco que foi dito que é simplesmente fantástico “Close to the edge”!!! Isso é uma obra prima da música. Yes está para música como Van Gogh para pintura. Ambos as vezes sóbrios, as vezes psicodélicos, mas sempre impressionantes e com muita técnica. Logo, Close to the edge seria o Starry Night (ou noite estrelada) da música! Abraço!

  • Julio Machado

    Senti falta de uns nacionais de raiz aí. Tenho alguns de metal como Keeper of the seven keys part 1 e 2 do Helloween, tenho o Tribute to the Gods do Iced Earth, o Black Rose do Thin Lizzy e o The Village Lanterne do Blackmore’s Night

    Mas também tem uns nacionais nos meus discos de cabeceira:

    Hoje é dia de festa – Zeca Pagodinho, ouvi esse disco uma centena de vezes por causa do meu pai e cada música me lembra de uma viagem que fiz pra minas gerais com minha familia.

    Antologia Acústica – Zé Ramalho, esse albúm duplo só com as melhores do Zé Ramalho me arrepia a cada música.

    No mais é isso e até o próximo episódio. ^^

  • Luiz Fernando

    Como sempre, todos os programas relacionados a música são fenomenais, principalmente pela trilha de fundo!
    Os meus favoritos:
    .Misfits – Famous Monsters (não tem uma música chata, foda do começo ao fim);
    .Dream Theater – Metropolis Pt. II – Scenes From A Memory (cd conceitual, foda demais);
    .Nirvana – Nevermind (Primeiro cd que comprei, lembro até hoje eu indo comprar em uma extinta loja de cds no 3 andar do Shopping Praiamar, foi R$ 27,00!!! Acho que passei umas 2 semanas ouvindo esse cd direto no repeat.);
    .Pink Floyd – The Dark Side Of The Moon (Cresci ouvindo Pink Floyd, Guns, Metallica, Dire Straits, graças ao meu pai. Esse cd é uma obra prima).

    Roberto, duas coisas… Eu também já usei corrente na calça, mas era uma tão larga que nem o cinto conseguia deixar a calça firme. Como adolescente é imbecil, meu deus! aHAhaHAhaHA E outra! Só descobri a ligação Londrina – Londres a 1 hora atrás, ouvindo o podcast. aHUAaHhaaUAuaUH

    Grande abraço

    #rumoaoep100