assinar: Posts | Podcast

Democracy 3 – Um game necessário

1 comentários
Democracy 3 – Um game necessário

Vivemos tempos cheios de agressividade e posturas radicais. É fora fulana pra cá, fora ciclano pra lá e é tchau pra esse, tchau praquele deixando o debate  cada vez mais na arquibancada e menos na mesa. Nessa era onde todo mundo tem opinião sobre tudo, será que sabemos realmente como funciona uma democracia?

Foi com essa dúvida que fomos jogar Democracy(Positech Games), um jogo de simulação e estratégia disponível para  Windows, Mac e Linux. Nele você assume o papel de presidente, ditador, primeiro-ministro, enfim, você é que manda na parada e deve fazer escolhas que agradem os diversos setores da sociedade, para que, quando rolarem as eleições, o povo faça a escolha certa e vote em você.

Como qualquer bom jogo de simulação, o grande objetivo é te levar  a um novo nível de jogabilidade, exibindo diversas variáveis que levam em conta a satisfação de mais 20 grupos diferentes de cidadão, que possuem as mais diversas ideias e alinhamentos políticos, de uma velhinha conservadora a um jovem rebelde. Criminalidade, desemprego, terrorismo, alterações climáticas e educação são apenas alguns dos pontos com os quais você tem que se preocupar enquanto está no comando.

Como o jogo possui um alto nível de inteligência artificial, você precisa pensar bem para tomar decisões que agradem o máximo possível de eleitores, possibilitando assim a sua reeleição. Com toda essa liberdade, você tanto pode ser um governante gente boa, que quer o bem dos seus compatriotas, quanto  um déspota tirano, com o objetivo de ver o circo pegar fogo.

Outro detalhe importe é a sua total liberdade de atribuição de cargos, com uma ampla gama de ministros com as mais diversas habilidades, sejam elas úteis ou não, para te ajudar a governar. Porém, o dinheiro sempre é um problema (é tão real que dá medo), e tudo deve ser medido de forma meticulosa. Principalmente se houver algum escândalo envolvendo a sua pessoa!

Democracy 3 é um ótimo jogo de simulação que pode te levar à uma nova experiência nos moldes de títulos como Tropico, só que o mais focado na população e menos caticato.

A interface pouco amigável de Democracy 3

A interface invocada de Democracy 3

O que os losers dizem sobre isso

Democracy 3 tem como grande objetivo te colocar em uma situação semirreal para que você tome decisões difíceis com recursos escassos. A sua missão é subir no palanque e governar um país, enfrentando centenas de contratempos para agradar a população e garantir a sua reeleição.
A interface é cheia de opções para você analisar as diversas variáveis que contam enquanto o jogo está rodando. São botões, menus e escolhas em tudo o que é lugar, tornando o jogo muito completo, mas você leva um certo tempo para se acostumar com o calhamaço opções que aparecem na sua tela.

O sistema de inteligência artificial é muito bem desenvolvido e os cidadão possuem uma enormidade de variáveis  interligadas que influenciam o voto (por exemplo um eleitor capitalista pode ser preocupado com o meio ambiente também), o que torna o jogo muito imprevisível e adiciona um nível de dificuldade que deixa o jogo com uma sensação de realismo muito boa, atingindo o seu objetivo de simulador.

O melhor efeito do jogo é a reflexão que ele provoca quando você precisa lidar com uma série de fatores extremamente verossímeis e te faz entender como funciona a política e administração pública de modo geral. Claro! Nada nele é 100% real ou científico pra que se possa afirmar que seja exatamente assim que a dinâmica do poder se aplica, mas te dá muitas pistas e ideias da dificuldade que é administrar tanta coisa e agradar tanta gente.

De modo geral, Democracy 3 é um belo jogo que traz ao jogador um simulador que passa uma real sensação ao usuário. A variedade de opções torna o jogo completíssimo, fazendo deste, muito mais do que um mero jogo casual. O preço pode pouco convidativo, mas se você colocar em perspectiva com a infinidade de horas de diversão que você pode ter, chega a ser um bom investimento.

Outro detalhe legal do jogo é que existem muitas DLC’s (expansões para baixar) e mod’s (versões alteradas que você pode incorporar) que aumentam ainda mais a experiência e a diversão de ser um comandante supremo.

O que tem de bom

  • Interface completa e variada
  • Inteligência artificial excelente
  • Real sensação de imersão dentro da simulação

O que não é lá essas coisas

  • A Interface é um pouco complexa e pode não ser muito amigável se você não está acostumado
  • Preço não é o vocalista do Katinguelê, mas é um pouco salgadinho. Tá na base de R$45,99 na Steam.


*    *    *    *    *

Conhece a nossa página no Facebook?

Já nos segue no Twitter?

Para assinar nosso podcast no iTunes, clique no botão Agregue a Loserlândia, no lado direito da página.

  • Ultra sem camisa

    Na VIDA REAL, as eleições são apenas um concurso de popularidade, TUDO será melhor na sociedade sem estado!