assinar: Posts | Podcast

Loserlândia 177: Top 5 da Ficção Científica

4 comentários
Loserlândia 177: Top 5 da Ficção Científica

Senhoras e senhores, a Loserlândia  vai hoje audaciosamente onde nenhum podcast jamais esteve (mentira, vários já falaram sobre isso) e conversa com vocês sobre o nosso Top 5 de filmes de ficção científica.

Diogo Sales e Roberto Feliciano recebem Benito Vasques para altos papos sobre o gênero que tem os fãs mais exigentes e ao mesmo tempo mais fiéis. Tem para todos os gostos: coisa nova e clássicos absolutos.

Descubra com a gente quais dos 12 macacos também atuaram em 2001, saiba qual desses filmes deveria ter trilha sonora do Bob Marley e entenda finalmente se androides sonham ou não com ovelhas elétricas.

E mais: saiba qual grande obra da dramaturgia brasileira encontra semelhança em cada um dos títulos debatidos aqui.

*    *    *    *    *

Comentado no Episódio

 Star Trek: The Motion Picture (1979)

 A Chegada

 12 Macacos

 Blade Runner

 2001 Uma Odisséia no Espaço

 Interstellar

 Lunar

 Solaris

*    *    *    *    *

Conhece a nossa página no Facebook?

Já nos segue no Twitter?

Para baixar: clique em clicarcom o botão direito do mouse e selecione Salvar Link Como

Para assinar no iTunes, clique no botão Agregue a Loserlândia, no lado direito da página.

  • Ultra com gola rolê

    Roberto Feliciano, foi a “estrela disruptiva” deste podcast, brilhou muito! Quem diria que ele se revelaria um verdadeiro “Sommelier de malhação” com conhecimento enciclopédico sobre a serie! Ate Benito Vasques geralmente tao serio, teve seus momentos de galhofa!

    https://uploads.disquscdn.com/images/a9d36d5378733cb83befa568e719d246c3c07ec6289724c06548c8e3050c0f9d.jpg

    • Ultra com gola rolê

      Gostaria de acrescentar, mais dois filme a lista:

      O PREÇO DO AMANHÃ, este filme foi solenemente ignorado na época do lançamento, (injustamente) talvez por ter poucas cenas de ação, contem uma critica social (anida que metafórica) muito aguda e inteligente!

      “Acusado de assassinato, um homem deve descobrir como derrubar um sistema onde tempo é dinheiro e que permite que os ricos vivam para sempre, enquanto os pobres devem implorar por cada minuto de suas vidas.”

      https://youtu.be/OG1eXUQWGT4

      • Ultra com gola rolê

        Gattaca – Experiência Genética

        Em um futuro próximo, o estaus social de cada pessoa e determinado por sua própria genética (antes mesmo do nascimanto) Vincent Freeman sempre sonhou em viajar para o espaço, mas não pode por ser considerado geneticamente inferior. Ele decide desafiar seu destino comprando os genes de Jerome Morrow, e assumindo a sua identidade. Freeman entra para o programa espacial Gattaca e se apaixona por Irene. Uma investigação sobre a morte de um oficial de Gattaca complica os planos de Vincent.

        https://youtu.be/QEWodUiIXyU

  • Leandro Silva

    Mais uma vez, um podcast delicioso – tirando o filosofar de nosso amigo Feliciano, que chegou a ser até agressivo em suas elucubrações concernentes a Malhação kkkkkkkkk.
    Uma lista praticamente universal e nem tem o que dizer; todavia, em minha lista pessoal, eu trocaria o primoroso “A Chegada” por um filme quase tão contemplativo e filosófico quanto, que é o inesquecível “Contato”, obra baseada no romance do inigualável Carl Sagan, feita num momento quando o astronomo foi questionado em como seria um contato extra-terreno real, em sua opinião, e gerou essa história maravilhosa e intensa. Tudo, claro, muito subjetivo, mas “Contato” pra mim é a visão mais crível de como seria esse momento tão impactante na história da raça humana; visto que ainda hoje temos, acreditem, pessoas que não só não acreditam que o homem pisou na lua, ou que a Terra sequer é uma esfera (isso pra mim nem levo a sério, está mais para pensamento modinha do que um questionamento racional), mas tbm que nem sequer acreditam que a Lua é uma só (pois é, eu mesmo conheço pessoas que afirmam isso com toda força e sinceridade)! Não que “A Chegada” não nos de sua cota de demonstração social e reação populacional com a descoberta cósmica, mas em “Contato” chega a ser visceral esse foco, as reticencias governamentais, militares e mesmo a comoção popular e a unilateralidade e intolerante aceitação religiosa. E temos ainda Jodie Foster em um de seus mais profundos papeis.
    Querem um filme realmente impactante e incomodo sobre viagem no tempo? assistam o quase desconhecido e pouquíssimo falado que é “O Predestinado”; “Os Doze Macacos” é um filme diferenciado e instigante, enfim excelente, porém o acho um tanto quanto superestimado; mas, o que dizer, não é mesmo? filmes de viagens no tempo temos aos montes para todos os gostos!
    “Interestrelar” é um filme grandioso, porém sou mais um “Perdido em Marte”.
    Enfim, sou apaixonado por ficção científica desde minha infancia, apesar de não ser um catedrático no assunto, mas está entre meus filmes preferidos e, ainda que seja um colecionador de quadrinhos e amar filmes nesta linha, não os troco por uma boa ficção, e praticamente tudo envolvendo esse tema, sempre que posso, estou assistindo. Meu grandessíssimo defeito, dou mãos a palmatória e podem me jogar pedras pois sei que mereço, é meu déficit em leituras no assunto, ainda que já tenha lido alguns clássicos, mas foram pouquíssimos – e sério, é aí que entra minha crítica maior ao mal comportamento frenético do Roberto, pois em vez de tentar dar mais leveza ao podcast dando uns pitacos joviais e nonsenses, ninguém melhor que ele poderia ter dado umas dicas até que fora da caixa de livros sobre o tema. Perdeu uma baita chance e fica aqui meu puxão de orelha, se é que me cabe essa liberdade, pois aqui já me sinto em casa rsrsrsrs.
    PS 1: “Fundação” está no meu top 5 de futuras leituras de ficção juntamente com o conto original de “A Chegada”, estou louco para conhecer essa obra desde a primeira vez que ouvi sobre, há uns anos atrás.
    PS 2: Quero aqui, nesse momento e neste espaço, parabenizá-los, pois um de meus Loserlandias favoritos é, sem dúvida nenhuma, é o 130, “Eu Também Sou Amélie Poulain”, que me deu uma leveza, me comoveu, me fez descobrir que existia sensibilidade e coração na podosfera sem ser pedante (e que, diga-se de passagem, transformou vcs em meu top 3 em podcasts)! E por que venho mencionar isso agora? Bem, digamos que os parabenizo por fazer primeiro! (heim???) rsrsrs O pioneiro e Mainstream Nerdcast fez uma tentativa, repito, tentativa, de passar o tema uns dias atrás (não foram muito felizes, pois foram na contramão da sensibilidade kkkkkkkkkk), e me chamou demais a atenção pois me fez remeter imediatamente a vcs. PARABÉNS mais uma vez. E, Nerdcast, desculpe aí, sem querer ser chato nem pretencioso, gosto de vcs, mas os Losers fizeram melhor! HAHAHAHAHAHAHA 😉